Visualismo: Arte, tecnologia e Cidade

EDIção 2015

visualismo.com.br

 

VISUALISMO: ARTE, TECNOLOGIA E CIDADE 2015 VISUALISMO ARTE TECNOLOGIA E CIDADE propõe um diálogo entre arte e espaço urbano, mediado pelo uso sensível e crítico de tecnologias aplicadas às linguagens visuais. A cidade do Rio de Janeiro e seus contornos históricos e sociais são a inspiração e a paisagem para a primeira edição do projeto.

Estruturado a partir do comissionamento de artistas brasileiros, o projeto VISUALISMO fomenta a criação de obras para espaços específicos da cidade. Suas ações integram o Seminário Visualismo Arte Tecnologia e Cidade, que discute a questão dos desafios da apropriação do espaço público e as perspectivas do suporte tecnológico para manifestações artísticas; o Visualismo Lab, laboratório de criação que coloca os artistas selecionados numa imersão coletiva com especialistas; e o Festival Visualismo, intervenção urbana em que serão apresentadas as obras desenvolvidas pelos criadores de várias regiões do Brasil.


O Seminário Visualismo Arte Tecnologia e Cidade discute a expansão do binômio “arte e tecnologia” para campos do espaço urbano, envolvendo situações cinemáticas, em sintonia com os temas tratados no projeto como um todo. As apresentações e debates se organizam em mesas que abordam: formas de arte que se colocam em embate e diálogo com contextos físicos e imateriais específicos; formatos cinemáticos e sistemas de comunicação que se expandem para além das telas e espaços fechados; e as configurações e questões advindas de um espaço público mediado [e midiatizado], permeado por novas técnicas associadas à arte. Participam do seminário os artistas selecionados para o festival e artistas convidados especialistas em vertentes análogas aos temas do projeto.

O seminário tem a parceria do Museu de Arte do Rio (MAR) e da Escola de Artes Visuais do Parque Lage (EAV Parque Lage) e envolve os estudantes do programa Práticas Artísticas Contemporâneas – Imersão de Inverno 2015 da EAV Parque Lage.

Visualismo Lab é destinado aos artistas selecionados e convidados. Nesta etapa laboratorial os artistas terão a oportunidade de otimizar o desenvolvimento e a viabilidade de suas propostas, discutindo questões conceituais e técnicas em uma imersão coletiva com a curadoria e especialistas convidados. O laboratório acontece na Escola do Olhar do Museu de Arte do Rio (MAR) e envolve também um trabalho de campo nos arredores da Praça Mauá. Em momentos específicos, o laboratório conta com a participação dos estudantes do programa Práticas Artísticas Contemporâneas da EAV Parque Lage – Imersão de Inverno 2015.

O Festival Visualismo Arte Tecnologia e Cidade trouxe o resultado das ações realizadas ao longo do percurso do projeto, consolidando as experiências e colocando ênfase no desenvolvimento das obras comissionadas.

Em Setembro, o Festival apresentou no Parque Madureira, na Central do Brasil, na Praça Mauá e arredores, mais de 20 projetos que unem pensamento crítico, criação e práticas da videoarte e da intervenção urbana. Projeções em grande escala, com sons e imagens em movimento, em uma série de possibilidades e formatos – videomapping, projeções site-specific, performances, audiovisual ao vivo, videointervenção, live-visuals, cinema expandido – fazem de VISUALISMO uma celebração da cidade e uma ressignificação dos seus espaços compartilhados.