PROJETO EM DESENVOLVIMENTO

Os Bailes Soul são um movimento musical que, junto ao samba e o carnaval, ditou o comportamento social nos subúrbios cariocas nos anos 70, e criou uma das mais importantes expressões culturais da época. Espalhou-se por todo o país, conquistou corações e mentes, e  fez o gênero musical dominar o mercado fonográfico vendendo mais discos do que o rei Roberto Carlos. Mistura de festa,  dança,  música,  moda e  comportamento, os Bailes formaram o ambiente para que, em plena ditadura, a juventude negra encontrasse espaço para conviver e constituir as bases da cultura black que perdura até hoje no funk e o hip hop. 

Baile Black vem ressignificar este momento numa série criada a partir de histórias inspiradas em personagens e fatos reais do universo do baile soul: ser negro, se amar, se encontrar e afirmar um determinado gosto, um estilo, um corpo era, e ainda é, ato político e urgente.

Jovens amigos negros que formaram a maior e mais importante importante equipe de som, lotaram quadras com bailes, formaram uma banda notória, circularam em todos os ambientes da cidade e do Brasil de forma particular - e de certo modo atípico para jovens negros de sua geração. Descobriram suas identidades conectando os subúrbios cariocas com os movimentos que já aconteciam em outros lugares e a partir da influência de movimentos políticos, culturais  e sociais, foram, cada um a seu modo, representantes desta geração pioneira que transformou, com atitude, a nossa  sociedade.

DIREÇÃO GERAL Luiz Alberto Pilar

IDEIA ORIGINAL Emílio Domingos e Leticia Monte

CRIAÇÃO Elisio Junior, Emilio Domingos, Leticia Monte, Luiz Alberto Pilar, Lula Buarque de Hollanda, Paulo Lins

ROTEIRO Elisio Junior e Paulo Lins

DESIGN DE PRODUÇÃO Gualter Pupo

PRODUÇÃO EXECUTIVA Alex Mehedff e Leticia Monte

DIREÇÃO Emilio Domingos, João Caetano Eyer, Lula Buarque de Hollanda

© 2019 Espiral

  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone